Vigilância intensifica as ações de combate ao Aedes Aegypti
21 de Jan de 2019 às 14:01h

Vigilância intensifica as ações de combate ao Aedes Aegypti

Dica

De acordo com a coordenadora da vigilância sanitária,  GLÁUCIA DAMASCENO CLEMENTE DOS SANTOS,   A vigilância epidemiológica de Junqueirópolis  registrou o primeiro caso positivo de dengue no município, sendo este importado da Bahia, além do caso confirmado, possui mais um caso em investigação, aguardando o resultado de exame complementar.

As medidas de combate do vetor estão sendo intensificadas, além do reforço nas ações dos pontos estratégicos e valas do município com aplicação de inseticidas e larvicidas semanalmente. A colaboração da população é fundamental para o combate do Aedes aegypti, podemos considerar que cerca de 95% do combate do mosquito, é de responsabilidade da população, os outros 5% é de competência do poder público, que deve manter o controle de locais de grande proliferação da doença.

A melhor maneira de combater o mosquito é não o deixar nascer, o mosquito gosta de água limpa e parada, não precisar ser em grande quantidade, sendo que uma simples tampa de garrafa pode servir de criadouro do Aedes. Verificar nossos quintais uma vez por semana, receber os agentes comunitários de saúde em nossas residências, usar repelente, são medidas de prevenção fáceis de realizar.

O verão traz uma grande preocupação em relação ao combate à dengue ,febre chikungunha e zika vírus. Nestas estações começam os períodos de chuva e aumento das temperaturas, que contribuem para a proliferação dos mosquitos, deste modo às ações de intensificação no combate e eliminação de criadouros, e mobilização social, devem ser ampliadas.

Os sinais e sintomas são: febre alta, manchas pelo corpo, dores musculares, dores nas articulações, dores ao redor dos olhos, coceira, hemorragia, plaquetas baixas, leucócitos baixos. Se apresentar esses sintomas procurar a unidade de saúde mais próxima.


Leia também: